Yoani e os intolerantes: a esquerda que ainda não aprendeu o valor da liberdade

Vão aprender algum dia?

Por Adrualdo Catão

Yoani Sanchéz, jornalista e blogueira cubana que ficou famosa por expor o cotidiano da Cuba dos Castro em seu blogue “Generación Y”, chegou recentemente ao Brasil. Logo na chegada em Recife, foi fortemente hostilizada por um grupo de defensores da ditadura cubana. Logo depois, foi hostilizada também em Salvador e impedida de dar uma palestra em Feira de Santana na Bahia.

Ao ser questionada pelos jornalistas, deu um tapa (metafórico) na cara desses moleques intolerantes. Afirmou “Foi um banho de democracia e pluralidade, estou muito feliz e queria que em meu país pudéssemos expressar opiniões e propostas diferentes com esta liberdade”. Pense!

Eu só discordo de Yoani em um ponto. Os idiotas que protestam contra ela têm direito de ser idiotas, mas não têm direito de calar ninguém à força! Essa gente é perigosa e intolerante!

O pior é que não se trata de uma minoria política sem apoio. A nossa mídia esquerdista está empenhada em dar razão aos nossos jovens defensores da ditadura. Alguns dos esquerdistas mais conceituados do nosso país e daqui de Alagoas estão aproveitando a visita da blogueira cubana para mostrar seu lado mais autoritário. Querem calar à força uma voz isolada em defesa da liberdade.

Como disse Fábio Ostermann em texto publicado hoje:

“Pelas redes sociais isso fica bem claro. O “Blog da Dilma” se alegra ao relatar que “O baiano fugiu à regra de povo hospitaleiro com a blogueira cubana Yoani Sánches” (sic). No Twitter, o ator José de Abreu (expoente petista no meio artístico) destila diariamente sua raiva pela blogueira cubana, incitando seguidores a darem-lhe uma “bela recepção no aeroporto“”.

Que lindo!

Como posso levar a sério gente que acorda cedo para defender a violação de direitos humanos? Para defender um regime assassino e antidemocrático? Pessoas que calam a voz do outro à força! Amantes da violência estatal. Amantes da intolerância! Nem se escondem mais sob o manto da “esquerda democrática”. Abandonaram seus pudores. Tem esquerdista acusando Yoani Sanches de “mercenária”! Mas olha! É que eles gostam de dinheiro, mas somente se for roubado, claro.

Mas isso tem explicação. Continuando com Fábio Ostermann:

“A esquerda brasileira odeia Yoani Sanchéz porque ela não se submeteu à aviltante condição de propriedade do Estado. Ela voltou ao país por livre e espontânea vontade para cuidar de de sua família e não se limitou a baixar a cabeça e seguir adiante (como compreensivelmente faz a maioria dos cubanos). Yoani foi presa, agredida e ameaçada diversas vezes pela polícia cubana. Ela é tratada pelo regime castrista como uma inimiga pública. A esquerda brasileira, fazendo uso de liberdades negadas a qualquer cubano comum, regurgita ofensas a Yoani – traidora, mercenária, … daí para baixo!”

Como se vê, Yoani é vítima de um sistema moribundo, mas que ainda pode ser letal. Estamos livres desse tipo de absurdo no Brasil? Sinceramente, é sempre bom ficar atento. De qualquer forma, Yoani prova que lutar pela liberdade ainda vale a pena.

Força, Yoani!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos - Não Quebre a Janela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s